O homem e a mancha

O homem e a mancha

terça-feira, 30 de novembro de 2010

A cantora careca pelo Teatro Sarcáustico

A convite da Cia. de Teatro ao Quadrado, o Teatro Sarcáustico aceitou participar do Ciclo de leituras dramáticas do Teatro do Absurdo. Tocou para a gurizada dirigida pelo Daniel Colin o texto inaugural do movimento do Absurdo: A cantora careca, de 1950. A peça tem tudo a ver com a irreverência deles, tenho certeza que será uma leitura divertidíssima. Então não percam, quarta-feira, 1º de dezembro, às 20 horas no Teatro de Arena (Borges de Medeiros, 835), com ENTRADA FRANCA.

Um comentário:

  1. pois eu vi!!!!! ahahaha!!!! pensamentos e idéias coletivas... nós estávamos lendo Ionesco na aula de francês e decidimos fazer uma leitura dramática, bem despretensiosa, é com minha turminha do curso.
    mas estamos nos divertindo!
    besos, querido!

    ResponderExcluir