O homem e a mancha

O homem e a mancha

quinta-feira, 3 de setembro de 2009

A gramática








Em 2004, o Instituto de Cultura Musical da PUCRS me convidou para dirigir um espetáculo que seria apresentado no extinto Festival PUC em Cena. Decidi montar um texto de forte apelo popular, um vaudeville chamado A gramática, escrito por Eugène Labiche em 1866. No elenco, Donatto Oliveira e Thales de Oliveira protagonizavam a história, que ainda contava com Elisa Viali, Ursula Collischonn e Luiz Jacomini.




4 comentários:

  1. Não foi esse o texto que fizemos no DAD em mil novencentos e não vem ao caso, com o Paulo e a Silvia (leia-se Silbia)? Puxa, acho que foi a primeira vez que tivemos contato, já ensaiando e eu ainda pensei: bah, o guri sabe dizer um texto, hehehe... Momento nostalgia, a loira que não é mais loira e se finge de ruiva, pega o tricô e as chinelas e volta pra frente da tevê, hahaha...

    ResponderExcluir
  2. Lucinha e Marcelo!!!
    Eu vi esta montagem do DAD, em mil novecentos e alguns! Tenho boas lembranças! bjs p vcs dois!

    ResponderExcluir
  3. As duas loiras (a que é ruiva e a que é loira mesmo) estão certas! Como diz o Paixão Cortes, montamos lá pelas bandas de 1900 e quem sabe faz ao vivo, no DAD, com Renato Santa Catarina, Simone Buttelli, Giancarlo Carlomagno e Rodrigo Ruiz e eu proprinho. Gostei tanto do texto que resolvi fazer a minha versão, com dinheiro dos maristas...

    ResponderExcluir
  4. eita que esse menino é espertinho! Arrasa, e colocou só os queridos em cena! beijo, tudibom!

    ResponderExcluir