O homem e a mancha

O homem e a mancha

sábado, 26 de setembro de 2009

Ano novo, vida nova

Em 2001 e 2002, o espetáculo Ano novo, vida nova, dirigido por Decio Antunes, cumpriu algumas temporadas em Porto Alegre, com enorme sucesso de público. Nas quatro temporadas que fizemos do espetáculo, não raro lotávamos o Teatro Renascença ou o São Pedro. O elenco era realmente de primeira: Carlos Cunha Filho, Deborah Finocchiaro, Elaine Regina, Evandro Soldatelli, Geórgia Reck, Jeffersonn Silveira, Lurdes Eloy, Marcelo Ádams e Naiara Harry. Uma cenografia bacaníssima do Félix Bressan (com pedaços de móveis pendurados e distorcidos/retorcidos) e os figurinos de Alexandre Magalhães e Silva davam um tempero especial ao texto de Vera Karam. Aliás, com esse texto, Vera Karam foi a vencedora do Concurso de Dramaturgia Qorpo Santo. Na foto aí de cima, Geórgia Reck, Deborah Finnochiaro, Naiara Harry e Lurdes Eloy "secando" o tango dançado por mim e Evandro Soldatelli, nesta que é a cena mais antológica do espetáculo, quase sempre aplaudida em cena aberta. Trago à memória esta montagem para adiantar que, de 19 a 22 de outubro, haverá uma homenagem aos 50 anos de nascimento de Vera Karam, falecida em 2003. A promoção é da Coordenação de Artes Cênicas da PMPA, e foi uma sugestão minha abraçada com muito carinho pelo Breno Ketzer, pela Lurdes Eloy e pela Laura Backes. Mais adiante divulgarei em detalhes a movimentada programação da homenagem, que tem como título Vera Karam: uma paixão no palco.

Um comentário:

  1. Olá Marcelo Adams preciso de um favor seu:se seria possível me enviar o texto ANO NOVO VIDA NOVA da Vera Karam para uma leitura na escola.Meu e-mail é mauralucialves@hotmail.com.Agradeço desde já.

    ResponderExcluir