O homem e a mancha

O homem e a mancha

domingo, 19 de setembro de 2010

Torturas de um coração

O Grupo Sarça de Horeb, do Rio de Janeiro, mantém esse espetáculo há cerca de 20 anos em repertório. Torturas de um coração ou Em boca fechada não entra mosquito é um entremez para mamulengo, ou seja, um texto criado em 1951 para ser atuado por bonecos. Já havia tido a oportunidade de assistir a essa excepcional montagem no ano 2000, em Florianópolis, no Festival de Teatro Isnard Azevedo, e fiquei naquela época encantado com a proposta de colocar atores interpretando mamulengos. Voltei, dez anos depois, e conferi novamente esse espetáculo histórico.
O texto em si é muito simples, mas eficaz comicamente: o negro Benedito se apaixona por Marieta. Esta, no entanto, é disputada por dois valentões da cidadezinha de Taperoá: o Cabo Setenta e o bigodudo Vicentão. Para obter o seu objeto de desejo, Benedito vai engambelar os dois pretendentes com artimanhas típicas da tradição dramática ocidental, que passam pelos criados e soldados fanfarrões de Plauto, pelos criados espertos da Commedia dell'arte e Molière, e avante.
No ano passado, o Santander Cultural promoveu, no verão, um ciclo de leituras dramáticas de Ariano Suassuna, autor de Torturas de um coração. Participei dirigindo justamente esta pecinha deliciosa estrelada por Benedito (que era interpretado pela Margarida Leoni Peixoto). A forma como Suassuna constrói sua breve história é irresistível, e traz toda a influência da cultura Armorial (Espanha e Portugal) em sua ação. O destaque maior, como não poderia deixar de ser, é o trabalho dos atores, excelentes, que corporificam a movimentação de bonecos com muita habilidade. A música ao vivo é também uma boa sacada, especialmente na cena da serenata, cheia de poesia e lirismo. Um trabalho que merece sua longa vida nos palcos brasileiros.

3 comentários:

  1. onde posso encontrar o texto da peça completa( torturas de um coração)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Também quero o texto, se alguém puder linkar agradeço.

      Excluir
    2. Francisco, o texto está publicado no livro "Seleta em prosa e verso", publicado pela Editora José Olympio em 2007. Recomendo que tu acesses o site www.estantevirtual.com.br, pois lá deverás encontrar esse livro par vender. Boa sorte!

      Excluir