O homem e a mancha

O homem e a mancha

quinta-feira, 9 de setembro de 2010

Alkohol- Goran Bregovic

Iniciou ontem, no Teatro do Bourbon Country, mais um Porto Alegre Em Cena. É o 17º, e eu tenho o prazer de participar, como espectador, desde a primeira edição, em 1994, quando os espetáculos ainda eram poucos em quantidade, mas incríveis como experiência cênica. Lembro, lá das primeiras edições, Penstesileias, uma encenação linda com Renato Borghi e Bete Coelho, ou Vau da Sarapalha, peça nordestina de poesia contagiante. E um dos meus favoritos de todos os tempos, Murx, do Volksbühne da Alemanha.
Alkohol, show extraordinário comandado por Goran Bregovic, é um dos momentos altos da história do Em Cena. Com mais 17 músicos e cantores, Bregovic inunda o palco e a plateia com sonoridades impossíveis de não serem acompanhadas pelos corpos de todos. Exótico, rítmico, sensual, não há palavras que sintetizem integralmente a experiência. A maioria dos espectadores dançava, a certa altura do show. E são todos excelentes músicos e cantores, não fosse ainda por cima a maravilhosa música.

Um comentário:

  1. Em tempo: Parabéns pela sua conquista! Sucesso em mais essa empreitada na UERGS! Abraço!

    ResponderExcluir