O homem e a mancha

O homem e a mancha

segunda-feira, 13 de setembro de 2010

Marco Antonio de la Parra em Porto Alegre


Quem acompanha a minha carreira e a da Margarida, sabe que há alguns autores aos quais devotamos uma admiração especial, a quem voltamos de tempos em tempos. É assim com Molière, Vaclav Havel e Marco Antonio de la Parra. De la Parra esteve em Porto Alegre, ministrando a oficina Dramaturgia da imagem, e ele aparece na foto aí de cima, entre eu e a Margarida.
Montamos dois textos desse brilhante dramaturgo e psiquiatra chileno, A secreta obscenidade de cada dia, em 2002, e Sofá, em 2005. Em 2006 dirigi a leitura dramática de Estamos no ar, texto que montaremos em breve (o De la Parra já está sabendo!). Foi emocionante conhecer pessoalmente alguém que admiramos tanto, e a oficina se mostrou muito rica e instigante.

Nenhum comentário:

Postar um comentário