O homem e a mancha

O homem e a mancha

quarta-feira, 15 de julho de 2009

Duas vezes em Gramado



Este ano, o Festival de Cinema de Gramado exibirá dois filmes que fiz, um longa e um curta-metragem. O longa é Quase um tango..., do diretor Sérgio Silva, que concorrerá na seleção principal de filmes nacionais, filmado em fevereiro de 2008. O curta é Palavra roubada, de Mirela Kruel, selecionado para a Mostra Gaúcha- Prêmio Assembleia Legislativa de Cinema, rodado em fevereiro de 2009. Ambos são filmes urbanos: o longa tem roteiro do próprio Sérgio, e nele interpreto um assaltante violento. O curta, onde interpreto João (por coincidência, um outro assaltante, o que "rouba" a palavra do título do filme - parece que estou me especializando em papéis de bandido!), tem argumento de Mirela, e teve seus diálogos criados pelos atores, durante o processo de ensaios. A imagem aí de cima mostra eu e Rodrigo Fiatt, numa locação próxima ao DC Navegantes. O longa, rodado em película, o curta em câmera digital. O longa com atores globais no elenco (Marcos Palmeira, Viviane Pasmanter), o curta tem apenas quatro atores, todos gaúchos (eu, Rodrigo Fiatt, Valéria Lima e Milton Mattos). Duas formas bem diferentes de fazer cinema, duas gerações de cineastas gaúchos. Vou tentar ir a Gramado, em agosto, para prestigiar as exibições no Palácio dos Festivais.

Nenhum comentário:

Postar um comentário