O homem e a mancha

O homem e a mancha

quarta-feira, 29 de junho de 2011

A sombra e a luz são vultos

Um dos primeiros espetáculos de teatro que fiz: A sombra e a luz são vultos. Essa foto é de 1994, mas a peça durou até pelo menos 1999, pois tinha sempre público garantido: tratava-se de um recital de poemas encenados, onde abrangíamos praticamente todos os grandes poetas brasileiros, desde Gregório de Matos, no século XVII, considerado o primeiro poeta tupiniquim, passando por todas as escolas literárias (Arcadismo, Romantismo, Simbolismo, Modernismo, etc.) e chegando ao século XX de Drummond, Quintana e Carlos Nejar. A direção e o roteiro eram de Paulo Oliveira, diretor que produziu bastante mas que anda sumido do nosso cenário artístico. Apresentávamos muito para escolas de ensino médio, já que a peça tinha um grande valor didático por mostrar, em 60 minutos, os maiores poetas e trechos dos principais poemas brasileiros.

Um comentário:

  1. Olá

    Sou uma nova leitora aqui e estarei te seguindo para sempre acompanhar a sua história.

    Estou começando um novo blog, e junto com ele, espero começar a minha carreira artistica. Depois, se puder, passa por lá, para dar uma forcinha

    www.aventuradeviverdearte.blogspot.com

    - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -

    Esses espetáculos que abrangem temas que podem ser estudados por alunos do ensino médio, acabam rendendo né!
    Não é bom somente pq eles aprendem bastante, mas sim pq passa um pouco de cultura também neh.

    beijos

    ResponderExcluir