O homem e a mancha

O homem e a mancha

segunda-feira, 27 de junho de 2011

A casa da noite eterna

Desde bem pequeno o cinema é parte importante da minha vida. Quando criança, além dos filmes clássicos em preto e branco nas madrugadas televisivas, eu adorava quando era programado um filme de terror. Um dos mais marcantes da minha infância, o qual assisti um sem-número de vezes, é a produção inglesa A casa da noite eterna, de 1973. Típico filme de casa mal-assombrada, com direito a mais sugestão do que violência explícita, esse exemplar do horror inglês me deixava amedrontado a cada vez que eu revia. Lembro que o filme fez a ronda das TVs da época (final dos anos 1970 e começo dos 80), passando na Globo, Bandeirantes e encerrando sua carreira na nossa TV Guaíba, canal 2. Uma trilha sonora aterrorizante dava o tom do filme, baseado em um romance de Richard Matheson. Grande experiência.

Nenhum comentário:

Postar um comentário