O homem e a mancha

O homem e a mancha

quinta-feira, 15 de outubro de 2009

Vera Karam: uma paixão no palco


Semana que vem acontecerá uma homenagem à nossa grande dramaturga Vera Karam, que deixou nossos palcos órfãos no dia 1º de janeiro de 2003. No próximo dia 20 de outubro, Vera completaria 50 anos, e sua morte tão precoce deixou a todos nós que admirávamos sua escrita pensando: se até os 43 anos, idade em que morreu, Vera escreveu tão bem, o que poderíamos esperar de sua maturidade criativa? Certamente grandes textos. Fica a saudade e a frustração de não poder conviver mais tempo com essa grande mulher de teatro (que também foi atriz, no começo dos anos 1980). A Coordenação de Artes Cênicas produziu essa homenagem que ocupará a Sala Álvaro Moreyra por quatro dias, e o saguão do Centro Municipal de Cultura, por um mês.

Leia abaixo a programação completa:


A boca: sempre vermelha. A língua: sempre afiada. Veludo veloz.


PROGRAMAÇÃO:


De 19 de outubro a 16 de novembro - Exposição Vera Karam, no saguão do Centro Municipal de Cultura (Av. Erico Veríssimo, 307)

De 19 a 22 de outubro - Leituras, debates e espetáculo na Sala Álvaro Moreyra (Av. Erico Veríssimo, 307)


dia 19/10 (segunda-feira) - 19h30

Visita à vovó - leitura dramática do conto, com Raquel Pilger.

A florista e o visitante - leitura dramática com Carlos Cunha Filho e Laura Backes.

Ambas as leituras dirigidas por Fernando Ochôa

MESA REDONDA

• Narrativas curtas - com o professor e escritor Luiz Antônio de Assis Brasil

• Dramaturgia – com o diretor Decio Antunes



dia 20/10 (terça-feira)- 19h30

O casal ou você nunca disse que me amava - leitura dramática com direção de Marcelo Adams. No elenco, o diretor e Margarida Leoni Peixoto.

MESA REDONDA

• A obra e a convivência pessoal com a autora - com o diretor Luciano Alabarse



dia 21/10 (quarta-feira)- 19h30

Dá licença, por favor? - leitura dramática com Lurdes Eloy e Carlos Cunha Filho e direção de Decio Antunes.

Quem sabe a gente continua amanhã? – leitura dramática dirigida por Maurício Guzinski, com as atrizes Clarice Nejar, Giovana Zottis e Mariana Vellinho, do Grupo Experimental de Teatro da CAC/SMC.



dia 22/10 (quinta-feira) - 19h30

Maldito coração, me alegra que tu sofras - Apresentação do espetáculo dirigido por Mauro Soares e interpretado por Ida Celina, há anos em cartaz.

Nenhum comentário:

Postar um comentário