O homem e a mancha

O homem e a mancha

sexta-feira, 27 de janeiro de 2012

10 anos de casamento

No dia 27 de janeiro de 2002, eu e a Margarida casamos. Tínhamos ido ao cinema (Guion) assistir a Trapaceiros, dirigido por Woody Allen. Depois da sessão, viemos para a casa dela (que muito em breve seria a minha também) e preparamos juntos um carreteiro delicioso. Não saí mais do endereço em que moramos até hoje. Éramos colegas do DAD, apesar de não da mesma turma, e eventualmente nos encontrávamos. Ficamos mais íntimos mesmo durante as filmagens do longa metragem Noite de São João, dirigido pelo querido Sérgio Silva (que acabou sendo, involuntariamente, nosso padrinho, ao nos reunir como atores no mesmo filme). Como as filmagens aconteciam apenas durantes as escaldantes madrugadas de janeiro de 2002, e como é sabido que em cinema mais se espera do que se filma, tivemos oportunidade de conversar muito. A amizade estava consolidada ao final das filmagens. Daí, veio o amor, que até hoje se mostra forte e companheiro.
Nosso casamento coincidiu com a criação da CIA. DE TEATRO AO QUADRADO, criada por nós dois nesse mesmo ano de 2002, com o espetáculo A SECRETA OBSCENIDADE DE CADA DIA. A SECRETA foi meu trabalho de conclusão em Artes Cênicas- Interpretação Teatral do DAD/UFRGS, posteriormente cumprindo várias temporadas em teatros de Porto Alegre (foi também minha primeira indicação ao Açorianos de Melhor Ator). Desde então, a companhia encenou oito espetáculos, e sempre com o desejo de avançar, mais e mais, em nossa arte.
Estamos muito felizes com essa data simbólica de 10 anos. A década inicial dessa relação tão bonita.

2 comentários:

  1. Marcelo e Margarida (Teatro ao Quadrado), felicidades ao casal e ao projeto que vocês vem se dedicando há dez anos!!! Vida longa e que possamos ver nos próximos anos muito amor e muito teatro. Parabéns!!!!

    ResponderExcluir
  2. Que trajetória bonita, vocês se completam de uma forma rara. Muitos anos felizes juntos. Beijos!!!! Roberto Von Baranow.

    ResponderExcluir