O homem e a mancha

O homem e a mancha

sexta-feira, 1 de junho de 2012

VINÍCIUS MENEGUZZI em ARTIMANHAS DE SCAPINO

Eu e o Vinícius Meneguzzi já atuamos algumas vezes juntos. Em 2009, no segmento Górgias ou Discurso sobre a retórica, do díptico Platão dois em um, dirigido por Luciano Alabarse, eu fazia o velho filósofo Sócrates, e a personagem vivida pelo Vinícius era um de meus mais aguerridos seguidores (os dois estamos na foto acima).

E o Vinícius já tem uma considerável experiência com a dramaturgia de Molière, já que ARTIMANHAS DE SCAPINO será o terceiro texto do francês no qual ele atua. Aí acima está uma imagem de O avarento, de 2009, dirigido por Gilberto Fonseca no Grupo Farsa: Vini, João Pedro Madureira e Ariane Guerra, nesta ordem na foto.

Nesta outra foto, o Vinícius está em uma cena de Tartufo, de 2011, também dirigida por Gilberto Fonseca no Farsa.

E como nem só de Molière se faz a carreira de um excelente ator, aí está o Vinícius em cena de Cara a tapa, de 2011, da vai!ciadeteatro, com direção de João Pedro Madureira. Aliás, a peça está em cartaz no Teatro Renascença, até 17 de junho, e eu recomendo!

E para encerrar esta breve retrospectiva dos trabalhos do Vinícius, uma imagem de Dois idiotas, espetáculo de teatro para crianças que deu a ele o Prêmio Tibicuera de Melhor Ator de 2008. Ah, o Vini é o idiota de verde.

A partir de 29 de junho, no Theatro São Pedro, todos poderão conferir mais um excelente trabalho do nosso querido Vini, desta vez como o innamorato Otávio, em ARTIMANHAS DE SCAPINO.

Nenhum comentário:

Postar um comentário