O homem e a mancha

O homem e a mancha

segunda-feira, 12 de maio de 2014

ASSOBIOS MAL INTENCIONADOS

Duas cenas célebres da história do cinema envolvem assassinos que assobiam antes de matar suas vítimas. Em M- O vampiro de Düsseldorf (1931), de Fritz Lang, a personagem de Peter Lorre assobia The hall of mountain king, de Grieg.
 
 


Em A morte tem cara de anjo (1968), de Roy Boulting, o assobio é da música composta por Bernard Herrmann (compositor dos filmes hitchcockianos Psicose, Um corpo que cai e Intriga internacional). Em 2003, Quentin Tarantino aproveitou o assobio em Kill Bill- Volume I, com Daryl Hannah encarnando a assobiadora do mal.
 
 


Nenhum comentário:

Postar um comentário